MINHA VIDA COM ATAXIA

Por Arlindo Assada

Ataxia, na acepção que aparece no dicionário Aurélio, refere-se à  incapacidade de coordenação dos movimentos musculares voluntários e que pode  fazer parte do quadro clínico de numerosas doenças do sistema nervoso.  Trata-se, portanto, de um sintoma que, em um sentido amplo, pode estar  presente em vários tipos de patologias (como nos AVCs - ou derrames -, na  esclerose múltipla, na intoxicação alcoólica, deficiência de vitamina b12,  entre outras).

Pode-se, de forma didática, considerar que as ataxias podem ser de causa  "genética" (ataxias hereditárias) ou adquiridas (decorrentes, por exemplo, de  efeitos ambientais, tumores, doenças neuroimunológicas).

Portanto não é transmissível entre pessoas, como outros tipos de doenças.


Trabalhei  como executivo de multinacionais por muitos anos, mas em  2.005 a minha vida mudou, comecei sentir a mudança no equilíbrio, quando fui  convidado para uma partida de futebol de salão não consegui correr, e também  comecei notar a dificuldade na escrita, por causa do  músculo enrijecido,  e  articulação  travada, sentia muita dor.

Em 2006 apresentava muita dificuldade na marcha, na fala, coordenação e  engasgo ao tomar água, até com saliva, quase não dava para me locomover  sozinho.

Consultei vários médicos neurologista, diagnosticavam como labirintite.  Após vários testes e exames deram o resultado de Ataxia, uma doença incurável  atualmente. Essa noticia me deixou sem o chão, fiquei desesperado sem saber o  que fazer, senti que meu mundo tinha acabado, sem emprego e sozinho.

Atualmente faço as consultas na assistência médica, e no Hospital São  Paulo (USP), com Dr. Helio Barsotti, Dr José Luiz e Dr. Pedro.

Fiz vários exames para identificar que tipo de SCA estou sofrendo, mas até agora não foi diagnosticado o tipo.

Como esta doença ainda não tem cura, para melhorar e sofrer menos, para  ter qualidade de vida um pouco melhor, comecei fazer pesquisa na internet, e  me servindo de cobaia, encontrei alguns produtos que me tem ajudado  muito.

Não deixar evoluir e manter a doença é um grande passo, se melhorar mesmo  que seja um pouco é uma grande vitória!

  1. Travesseiro magnetico, pulseira com holagrama, camiseta com titanium.  Com estes produtos senti pequena melhora.
  2. Cloreto de magnésio: eliminou a muita dores musculares que me  atormentava, nem a acupuntura nem a massagem resolvia.
  3. Proteinato de cálcio de 23%: Eliminou as câimbras horriveis que sentia  a qualquer hora.
  4. Cloridrato de bupropiona: ajuda um pouco no equilibrio.
  5. Resveratrol – Polygonum cuspidatum – melhorou um pouco a marcha, a  fala, o equilíbrio, engasgo, e o raciocínio voltou quase  como era  antes.
  6. Albumina, Maltodextrina e Creatina: tem  fortalecido os músculos  , ajudando na locomoção e na marcha.
  7. Além destes produtos , para melhorar a disposição, tomo omega3,  vitamina E, energéticos homeopáticos e colágeno.
  8. Frequento a academia de ginástica uma hora por dia, utilizando mais de  10 aparelhos, para fortalecer músculos das pernas, braços e tronco.

No inicio da ataxia até alguns meses atrás não conseguia locomover direito e nem dirigir o carro, não tinha segurança, mas agora voltei a dirigir normalmente.

Hoje levo a minha vida sozinho quase normal.

13 comentários:

  1. Não sou o único com ataxia,infelizmente existem centenas,ou milhares de pessoas com este mal.
    Mas confio na ciência e sei q + dia - dia,a cura para ataxia e outros males serão descobertos,por estes estudiosos.
    Abçs,feliz 2012 à todos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. vc afirma que não sabeo tipo da ataxia né?mas, até mesmo baseando em seus conhecimentos, não deve ser a tipo 3 né?pois ela é progressiva e degenerativa, isto que vc melhorou...felicidades, ainda quero et perguntar outras coisas como o magnésio para aplacar as dores,por ex...

      Excluir
    2. PROCURE O DR CICERO GALLI COIMBRA, VC IRÁ SE SURPREENDER COM O TRATAMENTO DELE.

      Excluir
  2. "Fiz vários exames para identificar que tipo de SCA estou sofrendo, mas até agora não foi diagnosticado o tipo."
    Olha meu caro isso que vc di em 2012 não é problema mais. no sarah em brasília ou até mesmo em sp é possível esse diagnóstico.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pablo,
      Ainda existem atauxias sem identificação de tipo definido, geralmente chamadas idiomáticas
      Mauro

      Excluir
    2. Quis dizer "idiopaticas" e nao "idiomáticas"
      Mauro

      Excluir
    3. Pablo já fui a sp Curitiba e alguns outros lugares, até hj ngm identificou e ja tenho 11 anos de doença. Já desisti de um diagnóstico

      Excluir
    4. Pablo já fui a sp Curitiba e alguns outros lugares, até hj ngm identificou e ja tenho 11 anos de doença. Já desisti de um diagnóstico

      Excluir
  3. Fiz dezenas de exames em vários laboratórios com a solicitação do Dr. José Luiz da UNIFESP, mas só conseguimos no exterior no Japão, foi diagnosticado como SCA31, segundo Dr. JoséLuiz, é único caso no Brasil.
    Arllindo Assada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. oieee...
      vc tem e mail?
      se puder me responder la..
      natyh_ruivinhah19@hotmail.com

      Excluir
    2. Olá Arlindo, estou na mesma situação, há 11 anos faço exames e nada. Poderiaa me contar um pouco mais sobre essa sca?

      Excluir
    3. Olá Arlindo, estou na mesma situação, há 11 anos faço exames e nada. Poderiaa me contar um pouco mais sobre essa sca?

      Excluir
  4. Há um tratamento para ataxias com medicamentos homeopáticos. Os resultados sao senscionais. facam parte do grupo fechado para saber mais. Abaixo o link do facebook. O nome do grupo é Ataxias - Tratamento com HOMEOPATIA. https://www.facebook.com/groups/186847901865236/

    ResponderExcluir